Token Distribution

As pérolas chamam minha atenção de forma muito especial. Elas não possuem lapidação humana e são consideradas os “diamantes do mar”. Seu encanto é tão carregado de significado e abstrações que ficamos sem palavras para descrever tanta beleza.

BRILHANTES E ÚNICAS

Surgem da mais improvável das origens.

Os moluscos que produzem pérolas vivem em rios ou mares, mas hoje a maioria das pérolas do mercado tem origem em rios e são conhecidas como Pérolas de Água Doce ou Freshwater Pearls. Já as pérolas de água salgada têm melhor qualidade de nácar, são mais raras e, portanto, mais valiosas: carregam o status de verdadeiras gemas. As pérolas de água salgada que merecem destaque são: South Sea, Tahitian e Akoya.

As conchas são formadas por uma substância orgânica e brilhante chamada nácar (carbonato de cálcio), também conhecida como madrepérola. Por terem duas conchas, as ostras são classificadas como moluscos bivalves. No interior desses moluscos, a natureza trabalha de maneira harmoniosa e transforma irritação em beleza.

Quando corpos estranhos, como grãos de areia ou parasitas, com potencial ameaça de irritação e dor invadem o animal, um mecanismo de defesa é acionado. O molusco sela o corpo invasor cobrindo-o com nácar. À medida que o tempo passa, o molusco deposita camadas de nácar ao redor do corpo invasor e uma nova pérola começa a tomar forma. Esse processo é lento, podendo levar anos. Às vezes, a pérola estará pronta somente depois de décadas.

A pérola é considerada a mais perfeita das gemas, pois não necessita de lapidação ou polimento, já nasce cheia de beleza e perfeição. Costumo dizer que, cada pérola tem a própria digital; ou seja, não existe uma pérola igual a outra.

Pérolas naturais têm as mesmas características, principalmente cor da ostra-mãe, pois concha e pérola são formadas pelo nácar do mesmo animal. Há pérolas de várias cores: branca, dourada, creme, rose, cinza e preta, mas há também as multicoloridas.

As pérolas possuem um baixo grau de dureza, entre 2,5 e 4,5 na escala Mohs, embora seja difícil parti-las por serem extremamente compactas. Assim, são um pouco mais frágeis do que a maioria das pedras preciosas, já que estão mais sujeitas ao risco. No entanto, basta um pouco de cuidado para que suas pérolas brilhem por gerações.

Token Distribution
Token Distribution

As pérolas chamam minha atenção de forma muito especial. Elas não possuem lapidação humana e são consideradas os “diamantes do mar”. Seu encanto é tão carregado de significado e abstrações que ficamos sem palavras para descrever tanta beleza.

BRILHANTES E ÚNICAS

Surgem da mais improvável das origens.

Os moluscos que produzem pérolas vivem em rios ou mares, mas hoje a maioria das pérolas do mercado tem origem em rios e são conhecidas como Pérolas de Água Doce ou Freshwater Pearls. Já as pérolas de água salgada têm melhor qualidade de nácar, são mais raras e, portanto, mais valiosas: carregam o status de verdadeiras gemas. As pérolas de água salgada que merecem destaque são: South Sea, Tahitian e Akoya.

As conchas são formadas por uma substância orgânica e brilhante chamada nácar (carbonato de cálcio), também conhecida como madrepérola. Por terem duas conchas, as ostras são classificadas como moluscos bivalves. No interior desses moluscos, a natureza trabalha de maneira harmoniosa e transforma irritação em beleza.

Quando corpos estranhos, como grãos de areia ou parasitas, com potencial ameaça de irritação e dor invadem o animal, um mecanismo de defesa é acionado. O molusco sela o corpo invasor cobrindo-o com nácar. À medida que o tempo passa, o molusco deposita camadas de nácar ao redor do corpo invasor e uma nova pérola começa a tomar forma. Esse processo é lento, podendo levar anos. Às vezes, a pérola estará pronta somente depois de décadas.

A pérola é considerada a mais perfeita das gemas, pois não necessita de lapidação ou polimento, já nasce cheia de beleza e perfeição. Costumo dizer que, cada pérola tem a própria digital; ou seja, não existe uma pérola igual a outra.

Pérolas naturais têm as mesmas características, principalmente cor da ostra-mãe, pois concha e pérola são formadas pelo nácar do mesmo animal. Há pérolas de várias cores: branca, dourada, creme, rose, cinza e preta, mas há também as multicoloridas.

As pérolas possuem um baixo grau de dureza, entre 2,5 e 4,5 na escala Mohs, embora seja difícil parti-las por serem extremamente compactas. Assim, são um pouco mais frágeis do que a maioria das pedras preciosas, já que estão mais sujeitas ao risco. No entanto, basta um pouco de cuidado para que suas pérolas brilhem por gerações.

Token Distribution
Token Distribution

PÉROLAS DOS
MARES DO SUL

Água salgada

PÉROLAS DE
ÁGUA DOCE

PÉROLAS AKOYA

Água salgada

PÉROLAS
DO TAHITI

Água salgada

CUIDADOS ESPECIAIS COM
SUAS PÉROLAS

1. Por terem um grau de dureza baixo, as pérolas podem ser arranhadas com facilidade. Por essa razão, não se pode guardar pérolas com outras joias. Elas devem ser colocadas em estojos individuais. E estes nunca podem ser armazenados dentro de sacolas plásticas, pois sem a umidade ambiente, as pérolas podem apresentar pequenas rachaduras.

2. As pérolas devem ser mantidas longe de produtos químicos como água sanitária, amônia, spray para cabelo, perfumes e outros cosméticos, pois essas substâncias podem comprometer o brilho e a superfície da pérola. É importante colocar as joias com pérolas somente depois de terminar a maquiagem, passar o perfume e ajeitar o cabelo.

3. Após usar joias com pérolas, principalmente colares, pois entram em contato direto com a pele, deve-se passar delicadamente um pano limpo e bem macio para retirar o suor da retido na peça. Além disso, é importante lembrar que não se deve praticar exercícios físicos, fazer trabalhos pesados ou dormir sem antes retirar a joia que contém pérolas.

Token Distribution
Token Distribution

PÉROLAS DOS
MARES DO SUL

Água salgada

PÉROLAS DE
ÁGUA DOCE

PÉROLAS AKOYA

Água salgada

PÉROLAS
DO TAHITI

Água salgada

CUIDADOS ESPECIAIS COM SUAS PÉROLAS

1. Por terem um grau de dureza baixo, as pérolas podem ser arranhadas com facilidade. Por essa razão, não se pode guardar pérolas com outras joias. Elas devem ser colocadas em estojos individuais. E estes nunca podem ser armazenados dentro de sacolas plásticas, pois sem a umidade ambiente, as pérolas podem apresentar pequenas rachaduras.

2. As pérolas devem ser mantidas longe de produtos químicos como água sanitária, amônia, spray para cabelo, perfumes e outros cosméticos, pois essas substâncias podem comprometer o brilho e a superfície da pérola. É importante colocar as joias com pérolas somente depois de terminar a maquiagem, passar o perfume e ajeitar o cabelo.

3. Após usar joias com pérolas, principalmente colares, pois entram em contato direto com a pele, deve-se passar delicadamente um pano limpo e bem macio para retirar o suor da retido na peça. Além disso, é importante lembrar que não se deve praticar exercícios físicos, fazer trabalhos pesados ou dormir sem antes retirar a joia que contém pérolas.

Token Distribution
Token Distribution

Sobre

Gemas preciosas

Metais nobres

Pérolas

Uso e conservação

Política de garantia e troca

Perguntas frequentes

Contato

Token Distribution
Token Distribution

Sobre

Gemas preciosas

Metais nobres

Pérolas

Uso e conservação

Política de garantia e troca

Perguntas frequentes

Contato

Token Distribution
Token Distribution
[email protected]

19 9 9678.6317

desenvolvido por Ternero Design

Token Distribution
Token Distribution
[email protected]

19 9 9678.6317

Token Distribution
Ir para o topo
Open chat
1
Olá, me envie uma mensagem e conte sua história.